sexta-feira, 8 de maio de 2009

Ela, e as Outras

As outras podem até encantar por certo momento,
Mas é somente ELA a que eu quero realmente.
Talvez seja eu, Ou talvez sejamos nós!

Isto não é certo, isto não pode ser
Eu tento encontrar alguém para culpar
Mas de qualquer maneira dessa forma não me traria você.

As Outras sempre estão perto,
Indo e vindo de todas as direções
Mas só uma pessoa importa

Aquela qual infelizmente não está mais aqui
Que se foi partiu deixando em mim este grande amor
E que hoje, permanece sendo ELA no meio dentre pequenas outras.

Ela é a minha cura,
A solução, a minha luz no fim do túnel
Ela sim pode me devolver minha alegria
Das coisas mais simples da vida.

Regiane Peroso de Azul e João Vitor de Verde!

3 comentários:

  1. Bbacana a brincadeira com as cores. Abraços e sucesso com o blog!

    ResponderExcluir
  2. Muito legal fazer uma mistura assim no poema, como se fosse uma conversa... =]
    Parabéns!

    ResponderExcluir